Preciso trabalhar online enquanto viajo. Nós também! Indicações de sítios para trabalhar online em viagem na Índia

Quando eu, Ana, e o Henrique decidimos largar tudo e dar a Volta ao Mundo, pensámos que queríamos partilhar essa vivência com todos os viajantes de alma que quisessem viajar connosco através das redes sociais. Para tal incluímos na bagagem os gadgets necessários e incluímos na nossa rotina de viagem a busca por locais onde podemos “arregaçar as mangas” digitalmente.Atenção, se procuras ler sobre trabalhar em troca de lugar para dormir e comida, este artigo não é para ti! Por favor verifica o site http://www.workaway.com.

Que condições procuramos?

Bom, não podemos dar-nos ao luxo de grandes exigências quando estamos na estrada, mais ainda se não estamos na Europa, na América do Norte, numa grande cidade ou numa área mais turística. Se se tornou difícil encontrar um café onde trabalhar ligado ao mundo digital, na verdade até dá gozo. É sinal que saímos mesmo da nossa zona de conforto.

Então, o que pedimos é o básico:

A) da ergonomia – uma mesa e uma cadeira;

B) conexão à internet;

C) uma tomada próxima;

D) um ambiente tranquilo qb. Trabalhar num café no meio do Chandni Chowk (Delhi) se calhar não nos permitiria dois minutos de concentração;

E) preços baixos para podermos trabalhar várias horas, consumindo a valores low budget que sejam sustentáveis para nós e para o estabelecimento. Não queremos explorar os locais onde trabalhamos, simultaneamente também não podemos pagar caro para trabalhar! Queremos que seja o justo para ambos.

E quando não conseguimos reunir as condições?

Trabalhamos com o que temos. Sem reclamar. A questão fundamental é antecipar as deadlines. Por exemplo, eu mantenho clientes à distância para quem trabalho algumas horas mensalmente pela internet. Tenho de cumprir determinados prazos todas as semanas. Assim, preciso planear-me antecipadamente para garantir que, ainda que não tenha conexão ou algum imprevisto ocorra, o trabalho esteja entregue a tempo e horas. Isso requer, por vezes, antecipar o trabalho com três ou quatro semanas. Claro que os clientes estão avisados que posso não conseguir responder com a mesma rapidez que me era habitual. Transparência e clareza na comunicação das minhas condições actuais de trabalho é essencial para evitar desentendimentos e garantir que mantenho os meus clientes. Por outro lado, assegurar o nível de serviço é também condição indispensável.

Como dizia, trabalhamos com o que temos. Muitas, muitas vezes não reunimos as cinco condições acima. A verdade é que, com frequência, ter esses aspectos reunidos leva-nos a sítios onde não queremos estar porque só atraem turistas e não têm qualquer identidade do país que estamos a visitar. Além de também serem caros e não caberem no nosso orçamento.

Então, adaptamo-nos. Trabalhamos em tascas/botecos sem tomada, quanto mais Wi-Fi! Foi o caso neste simpático bar em Laxman Jhula, Rishikesh, onde nos fartámos de comer chamuças e beber chai a 10R=€0.13=R$0.55.

Laxman Jhula, Rishikesh. Bar de chamuças e chai a 10R. Sensivelmente em frente ao Angels Ink Tattoo

Condições técnicas e tecnológicas para trabalhar online em qualquer lugar

Primeiríssima questão é: define os teus objectivos. Distrais-te com facilidade? Então, imagina em viagem, com toda a novidade com que te deparas. É necessário ter objectivos bem estabelecidos e concretizáveis para que tenhas foco.

Planeia o teu dia em blocos de tempo em que contemplas momentos para trabalhar, para lazer e para o teu auto-cuidado – preservar a tua saúde em viagem é essencial, concordas?

Antecipa e organiza o trabalho. Com isto referimo-nos ao facto de que, com frequência, não terás reunidas as condições ideais de trabalho para responder a deadlines apertadas, muito menos de última hora.

Leva um bom powerbank na bagagem para carregar gadgets e câmaras. Quanto ao computador, não há alternativa ainda à tomada.

Sempre que possas carrega todos os equipamentos, incluso o powerbank. Quando menos esperamos estamos naquela situação sem tomada ou numa falha eléctrica (na Índia acontece constantemente) e entra aquele nervoso miudinho… ou não, acabamos por nos habituar!

Locais onde trabalhámos online durante a viagem na Índia

Deixamos abaixo a lista de locais onde parámos para trabalhar online durante o nosso périplo na Índia.

Nova Delhi, Paharganj

Krishna Cafe. Este café-varanda na Main Bazar Road proporciona uma vista privilegiada sobre a vida caótica deste bairro. Claro que ambiente tranquilo não é propriamente compatível! Atenção não trabalhámos no computador aqui. Apenas nos telemóveis, pelo que não verificámos se tinha tomada.

Vista sobre Main Road Bazar de Paharganj a partir do terraço do Krishna Café

Dharamsala, McLeodganj

Shangrila Vegetarian Restaurant. Com um ambiente para locais e as cinco condições acima reunidas, este café gerido por um mosteiro budista é o nosso estereótipo de lugar ideal para trabalhar em viagem.

Shangrila Vegetarian Restaurant

Tibet World. Se ficarem hospedados no hostel desta ONG, procurem que vos coloquem num quarto com secretária de trabalho e num andar com Wi-Fi. Estivemos aqui em Novembro de 2018 e o Wi-Fi era lento em todo o lado, disseram que era da aproximação ao inverno!

Amritsar

McDonald’s. Próximo a Jallianwala Bagh e Golden Temple, esta versão vegetariana da fast food americana proporciona uma excelente perspectiva sobre a rua e um espaço para arregaçar as mangas e dedicarmo-nos ao mundo digital.

Rishikesh, Laxman Jhula

Honey Hut. É um daqueles lugares que à partida evitamos por nos querer fazer esquecer o país em que estamos. Com preços mais altos e feito para turistas, apesar de muitos indianos frequentarem, oferece, no entanto, das melhores condições para trabalhar nesta área de Rishikesh.

Honey Hut

Beatles Cafe. O seu terraço proporciona das melhores vistas de Rishikesh. Tem um ambiente e menu muito ocidentalizados com música rock de fundo, mas com preços razoáveis considerando o fabuloso terraço. Cumpre com quase todas as condições referidas, a nossa grande desilusão foi não haver tomada disponível!

Beatles Café

Varanasi

Sushi Café and Continental Restaurant. Garante as cinco condições básicas para nos conectarmos e dedicarmo-nos ao que queremos produzir. Fica apenas a nota de que a conexão à internet por vezes ficava muito lenta… mas é mal geral, por assim dizer.

Jaipur

Chitra Cafe do Hotel Arya Niwas. Este café funciona com padrões de higiene excelentes. Com preços mais altos do que num restaurante indiano de rua, uma refeição ronda as 200/250R, o que considerámos barato face à qualidade e serviço. Sem falarmos do espaço, com um jardim amplo e que deixa a confusão do lado de fora. No entanto, não tem Wi-Fi e não verificámos a disponibilidade de tomadas dentro do restaurante.

Pushkar

Esta vila está feita para os turistas. Há vários cafés e restaurantes que permitem conectarmo-nos e arregaçar as mangas. Nós trabalhámos essencialmente no terraço do hotel onde ficámos – Kanhaia Haveli. No terraço há um restaurante. Nós tínhamos acesso ao Wi-Fi por estarmos no hotel, mas acredito que eles cedam a clientes externos. A disponibilidade de tomadas é escassa.

Esperamos que este artigo te facilite a vida. Este é o nosso P4Kto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s