Viajar de trem / comboio na Índia. O guia completo

Viajámos mais de 3000km nos trens/comboios da Índia entre Novembro e Dezembro de 2018 (Inverno na região norte e centro) num tipo de viagem de mochileiros ou low budget. Num primeiro momento é bastante confuso, mas agora conseguimos decompor em pequenos passos os segredos para não perder nenhuma viagem.

Continue reading in English!

O primeiro passo para compreender como funciona o sistema de trens/comboios indiano é perceber as classes disponíveis.

  • “GENERAL CLASS”, classe geral – a mais barata e popular entre os indianos. Não há lugares reservados. As pessoas acumulam-se umas em cima das outras e são maioritariamente homens que viajam aqui. Na bilheteira recusaram-nos vender estes bilhetes em duas situações diferentes. É melhor que conheças bem a tua capacidade para lidar co situações stressantes e estenuantes antes de entrares nestes vagões.
  • S2 – classe mais económica para viajar sentado com lugar reservado. SEM AC.
  • SLEEPER – classe mais económica para viajar deitado com lugar reservado. SEM AC, como viajámos no Inverno precisámos de saco cama ou manta e roupa de inverno. No verão consideramos útil ter um lençol para não dormir directamente nos beliches; acreditamos que fique muito quente. As condições de higiene variam, mas geralmente são precárias. Nesta classe viajam frequentemente famílias e há grande proximidade com o locais. É uma imersão cultural. Sentimo-nos sempre seguros. Se fores particularmente preocupado com a segurança, recomendamos que leves um cadeado longo para prender a mochila, terás de deixá-la no chão, não a conseguirás ter contigo no beliche. Nós nunca o usámos cadeado.

    Vagão da Sleeper Class.
  • AC CLASSES, classes com AC – há diferentes opções com crescente disponibilidade de serviços incluídos, os preços duplicam. Nunca viajámos nestas classes. O conforto que proporcionam parece, no entanto, justificar o preço que, ainda assim, será barato. Consideramos que, para quem está de férias poderá ser uma boa opção.

A classe em que mais viajámos foi a ”Sleeper class”. Aqui os melhores beliches são os superiores, chamados “Upper berth”. Os indianos às 6 da manhã já começam a querer sentar-se, a conversar e vendedores ambulantes passam nos corredores. Nos beliches superiores ainda consegues dormir mais umas duas horas. Lembra-te de pedir estes lugares quando comprares os bilhetes.

Uma noite de Inverno na Sleeper Class…
…parecíamos esquimós! Durante a madrugada arrefecia muito.

Mas então como se faz para comprar os bilhetes?

A seguir, explicamos os três balcões a que deves dar atenção nas estações ferroviárias.

  • TOURIST OFFICE – balcão destinado a informar e vender bilhetes a turistas, disponível apenas nas estações principais.

    Tourist Office na estação de Varanasi.
  • ENQUIRY COUNTER – o balcão para fazer todas as perguntas, disponível em todas as estações.
  • RESERVATION COUNTER – balcão para comprar bilhetes com lugares reservados. Não confundir com o Booking counter onde se compram bilhetes para a general class, portanto sem reserva.

Antes de irmos para a Índia, várias vezes lemos ou fomos avisados que viajar de trem/comboio é impossível, porque estão sempre esgotados. De facto, para as classes mais baixas não é fácil encontrar bilhete no próprio dia, apesar de que nós conseguimos para os percursos de Amritsar para Haridwar e de Jaisalmer para Jodhpur. A alternativa é comprar o “Tatkal“, que significa literalmente “imediato”. Estes são bilhetes de urgência que só ficam disponíveis no dia anterior à viagem, às 10h para classes com AC e às 11h para classes sem AC. Têm custo acrescido de c. de 100R. Podem ser comprados nas estações ou através de agentes ou nos alojamentos, estes intermediários costumam cobrar uma comissão de 100 ou 150R.

2 em 1. Os bilhetes de Amritsar para Haridwar para ambos foram impressos num só, uma vez que foram comprados juntos. Para este percurso havia bilhetes disponíveis, sem qualquer taxa acrescida.
Tatkal de Jodhpur para Jaisalmer. Recomendam que o portador tenha documento de identidade original durante a viagem. Nunca nos pediram.

No entanto, estávamos em Mumbai na altura da passagem do ano e todos os bilhetes estavam esgotados para Goa (Madgaon). Foi nessa altura que descobrimos outra alternativa! O “Foreign Tourist Ticket“, bilhete para turista estrangeiro, corresponde a uma pequena cota de bilhetes disponíveis apenas para turistas. Para o adquirir tivemos de ir presencialmente e com passaporte original até à estação de Churchgate. Não vendiam noutras estações.

Estação de Chhatrapati Shivaji em Mumbai. Pela sua dimensão e arquitectura gótica vitoriana, é uma das mais importantes no país.
Estação de Chhatrapati Shivaji em Mumbai. Herança dos colonos ingleses, com arquitectura gótica vitoriana.

A perguntam que não quer calar agora será acerca de quanto custam estas viagens. Abaixo registamos os custos das viagens de trens/comboios que fizemos na Índia. Recordamos que os “Tatkal” têm custo acrescentado de 100R, que já está incluído no preço apresentado abaixo. Cada horário em cada rota tem uma referência específica que pode ser usada para pesquisar online; surge logo no início da frase.

  • 🚂 12054 Amritsar-Haridwar 407km, previsão 7H5m. Classe 2S, bilhete regular > 185R.
  • 🚂 12370 Haridwar-Varanasi 776km, previsão 13h5m, atrasou 2h. Classe Sleeper, Tatkal (bilhete urgente)  > 525R + taxa online 25R + taxa agente 100R. Comprámos em Rishikesh na agência Red Chili Adventure, achámos o serviço completamente transparente e profissional.
  • 🚂14853 Varanasi-Agra 650km, previsão 12h50m, mas no nosso caso teve 9h de atraso! Classe Sleeper, Tatkal (bilhete urgente) > 450R + taxa agente 150R.
  • 🚂14810 Jodhpur-Jaisalmer 299km, previsão 6h30m, atrasou 45min. Classe Sleeper, Tatkal (bilhete urgente) > 305R, comprámos directamente na estação.
  • 🚂15013 Jaisalmer-Jodhpur 299km, previsão 4h45m. Classe Sleeper, bilhete regular > 195R, comprámos directamente na estação.
  • 🚂10111 Mumbai-Goa Madgaon 581KM, previsão 11h40m, atraso de 2h. Foreign tourist ticket > 575R, comprado directamente na estação Church Gate em Mumbai. Para referência o bilhete regular custa 390R, pelo que esta cota para turista teve um agravamento de 185R.

Estás com o tempo contado? Se estás a contar os minutos, os trens/comboios indianos podem deixar-te os nervos em franja. Ao embarcar, a maior certeza é a de que se vai chegar com atraso ao destino. Claro que atrasos na partida são a regra. Se comprares o bilhete na estação, verifica se o sistema de SMS está a funcionar, eles enviam mensagem a avisar em caso de atraso na partida. As APPs abaixo ajudam-te a manteres-te actualizado em relação a estas questões.

Para nos ajudar a pesquisar horários, percursos, preços e disponibilidade de bilhetes usámos as seguintes APPs:

  • IXIGO foi a APP que mais usámos, intuitiva e permite:
    • pesquisar horários e rotas em “train tickets”;
    • verificar o estado do nosso bilhete através do “PNR status”. “PNR” é o “Passenger Name Record” e diz respeito ao registo dos nossos dados no sistema do Indian Railways;
    • verificar o estado do trem/comboio em que iremos viajar pelo “running status”;
    • pesquisar trens/comboios pelo seu número através do “trains by number”.

      IXIGO disponibiliza várias funções em relação aos comboios indianos.
  • Através da opção “train tickets” conseguimos verificar horários, número do trem/comboio, disponibilidade de lugares em cada classe. A 26 de Dezembro de 2018, de Jaisalmer para Jodhpur havia disponibilidade na Sleeper Class.

    No entanto, para esse dia, não conseguimos bilhete de Jodhpur para Mumbai, nem mesmo Tatkal. “WL174” significa que estão 174 pessoas em lista de espera (“WL – Waiting List”) caso surjam desistências.
  • IRCTC é a APP da Indian Railways. Disponibiliza as mesmas funções. No entanto, achámos menos intuitiva e tem anúncios constantes, o que dificulta o uso.

As estações indianas disponibilizam os “Waiting Room“, ou seja, salas de espera. Estas geralmente destinam-se a clientes com bilhetes de classes mais altas, mas usámos sempre com os bilhetes da “sleeper class”. Geralmente permitem que os estrangeiros usem estes espaços sem colocar questões. Disponibilizam ambiente climatizado e WC que pode ter duche. São úteis caso queiras poupar uma noite de alojamento ou se inicias ou concluis a tua viagem a meio da noite.

À noite é quando as estações indianas ficam mais cheias. Não te sentirás sozinhx.

Na Índia nunca falta o que comer e nos trens/comboios e estações é essa a regra. No entanto, as condições de higiene são ainda mais precárias durante as viagens, pelo que nós levávamos a nossa própria comida.

Viajar de trem/comboio na Índia é uma imersão cultural.

Como já referimos, viajar de trem/comboio no sub-continente indiano é uma viagem dentro da viagem e um meio por excelência para imergir na cultura. Viajámos juntamente com famílias e locais, alguns ofereciam-nos comida, outros partilhavam a sua vivência em conversas de horas. Esperamos que este artigo te facilite ter esta experiência.

Já viajaste nos trens/comboios indianos? Tens dicas ou histórias para partilhar? Escreve nos comentários. Este é o nosso P4Kto.

One thought on “Viajar de trem / comboio na Índia. O guia completo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s